Parabéns, Barbie!

Hoje é um dia muito especial! O aniversário da nossa boneca favorita.

Em homenagem, vou colocar a ilustração do talentosíssimo Hayden Williams:

20140309-142113.jpg

Acho que a Barbie está muito bem para 55 (!) anos!

Anúncios

IV Convenção Barbie Brasil – A Casa dos Sonhos

A IV Convenção Barbie Brasil 2013 começou com uma apresentação da Paty Prisce e do Carlos Keffer (que foram super fofos e queridos durante todo o evento).

Crédito da imagem: Facebook Museu Encantado

Logo depois, o Carlos palestrou sobre o tema da Convenção: “As Casas dos Sonhos Através dos Tempos”.

E foi uma viagem mágica ao longo dos anos, mostrando a Barbie realizando o sonho da “casa própria” e as várias mudanças de endereço.

Conforme o telão mostrava as fotos das casas, cada colecionador lembrava aquela de sua infância, com a qual havia brincado ou apenas desejado através dos catálogos que vinham com as Barbies (meu caso).

Os suspiros, então, eram muitos, assim como as lembranças. Bons tempos!!!

O Carlos Keffer, de forma bem didática, resumiu bem e mostrou imagens de todas as casas da Barbie, além do contexto histórico de cada uma.

Palestra Carlos Keffer

Palestra Carlos Keffer

Em complemento ao que foi falado na palestra, foi montada uma exposição no lounge, com todas as diferentes casas que a Barbie já morou.

A Barbie, criada em 1959, só foi ter a primeira casa em 1962. Toda feita em papel duro, era composta por sala e quarto e já tinha detalhes fofos: armário, penteadeira, televisão embutida no rack e estante. Atenção para o porta retrato do Ken na estante e para o disco do Sinatra na mesinha de centro.

 

Casa de 1962

Casa de 1962

Anos depois, a Mattel criaria o Sinatra em forma de boneco, além de um giftset com a Barbie e o Sinatra. Ou seja, A Barbie sempre foi groupie do “The Voice”/”Blue Eyes”.

Crédito da imagem: Barbie Collector

Crédito da imagem: Barbie Collector

Até se vestir igual ela já se vestiu.

Crédito da imagem: Barbie Collector

Em 1963, foi lançado o Ateliê da Barbie, que era visitado pela Barbie juntamente com a amiga Midge, lançada naquele ano.

Ateliê da Barbie

Ateliê da Barbie

Em 1965, a prima mod da Barbie, Francie, também ganhava a sua casa, com vários elementos psicodélicos e coloridos, que mais tarde seriam utilizados na casa da Barbie também.

Casa da Francie

Casa da Francie

A Casa Divertida da Barbie, de 1970 e relançada em 1972, trouxe mais uma andar e 6 cômodos, para maior conforto da Barbie.

Casa Divertida da Barbie

Casa Divertida da Barbie

Aliás, amo esse Ken!

Ken e Barbie pegando um solzinho

Ken e Barbie pegando um solzinho

Já a Casa de Três Andares da Barbie marcou gerações. Foi o início das casas enormes, que ocupavam um espaço grande nos quartos das crianças que tinham o brinquedo.  Foi lançada em 1974 e vendida até 1979. Em 1984 foi relançada e em 1988 voltou a ser vendida.

Eu lembro de visitar amiguinhas e todas as Barbies e Kens ficarem sentadinhos dentro da casa.  Eu era obcecada com o elevador. 🙂

Casa de Três Andares da Barbie

Casa de Três Andares da Barbie

Já a Linda Casa Dobrável da Barbie (1996) supria bem quem não tinha tanto espaço assim em casa . Os assessórios já ficavam embutidos nas paredes e já demonstravam a tendência de diminuição de ambientes e de praticidade.

Casa Dobrável

Casa Dobrável

Contudo, como a Barbie não pertence ao mundo real e não precisa ser prática (ainda bem!), ela se muda para mais algumas casas ao longo desses anos e deixa por último a obra-prima da arquitetura: A Casa Dos Sonhos da Barbie, de 2012.

Essa Mansão é realmente enorme (só para caber o closet, precisa mesmo ser) e preenche o sonho de qualquer um (seja de carne e osso ou de plástico).

Dreamhouse - Casa dos Sonhos da Barbie

Dreamhouse – Casa dos Sonhos da Barbie

Conforme já disse nos posts anteriores, a série e toda a linha Life in the Dreamhouse foi o maior acerto da Mattel nesse século. Movimentou o mercado, criou desejo e preencheu um vazio da playline que já seguia por algum tempo.

Tanto é assim que agradou crianças e adultos.

Bom, esse é só mais um dos posts preparados especialmente em razão da Convenção. Espero que estejam gostando!

Alvin Ailey no Brasil

Alvin Ailey American Dance Theater, uma das principais companhias de dança do mundo,  retorna ao Brasil para apresentações no Rio de Janeiro e São Paulo.

Fundada em 1958 por Alvin Ailey, a Companhia de Dança preserva o legado da dança americana moderna, bem como a experiência cultural afro-americana. Reconhecido e premiado ao longo da vida, o dançarino,  coreógrafo e ativista  sempre apoiou e promoveu, através da dança, uma irmandade multi-racial, base do trabalho pioneiro apresentado até hoje.

 

Crédito da imagem: Portal Tábula Rasa

A turnê passará pela Cidade das Artes no Rio de Janeiro, de 11 a 15 de setembro (ou seja, faz sua estréia em solo brasileiro ainda hoje), e segue para São Paulo, no Credicard Hall, de 19 a 22 de setembro

Crédito da imagem: Tour En L’Air

E o que esta “pílula cultural” está fazendo em um blog sobre Barbie?

Bem, não pude deixar de relacionar com a Barbie Alvin Ailey, uma das mais belas parceria lançadas pela Mattel.

 

Crédito da imagem: Flickr Diva Luw

É uma linda Mbili, com articulações em todo o corpo, para representar bem o corpo da companhia, composto por maioria negra. Além disso, ela veste o figurino da principal coreografia da companhia: Revelations.

Crédito da imagem: Alvin Ailey

Sou apaixonada por essa doll, que está há tempos na minha wishlist.

Crédito da imagem: Barbie Collector

 

Conhecendo a história da Alvin Ailey American Dance Theater, valorizo ainda mais o empenho da Mattel em dar maior reconhecimento à manifestação cultural tão interessante.

E vocês? Gostam da boneca? Têm interesse em assistir o espetáculo?

 

Serviço:

RIO DE JANEIRO

11 de setembro, quarta-feira, às 21h

12 de setembro, quinta-feira, às 21h

13 de setembro, sexta-feira, às 21h

14 de setembro, sábado, às 17h

14 de setembro, sábado, às 21h

15 de setembro, domingo, às 16h

15 de setembro, domingo, às 20h

Onde: Cidade das Artes – Avenida das Américas, 5300 – Barra da Tijuca
Mais informações: 4003-5588

 

SÃO PAULO

19 de setembro, quinta-feira, às 21h

20 de setembro, sexta-feira, às 21h

21 de setembro, sábado, às 17h

21 de setembro, sábado, às 21h

22 de setembro, domingo, às 16h

22 de setembro, domingo, às 20h

Onde: Credicard Hall – Av. das Nações Unidas, 17955, Santo Amaro
Mais informações: 4003-5588

 

Barbie na lista da Time

A revista Time, uma dos veículos de informação mais respeitados internacionalmente e conhecida por divulgar listas anuais das pessoas mais influentes do mundo, recentemente apresentou uma novidade: lançou uma lista das pessoas/personagens mais influentes que nunca viveram (The TIME 100 Most Influential People Who Never Lived).Essa lista reconhece a influência que vários seres ficcionais exercem/exerceram em nossas vidas. Na lista, foram incluídos Homer Simpson, Superman, Sherlock Holmes, Indiana Jones, Romeu e Julieta, dentre outros. Barbie também garantiu seu lugarzinho no rol, que não tem ordem de colocação por importância.

 
Barry Lewis / In Pictures / Corbis
Barry Lewis / In Pictures / Corbis

A reportagem reconhece que a Barbie já foi de todas as raças, teve os mais distintos tons de pele e  mais de 40 nacionalidades.

Com relação à carreira, teve mais de 130 (!!!) profissões, valendo dizer que nos anos 60 a Barbie “foi à Lua” quatro anos antes de Neil Armstrong.

A TIME enumerou também todos os automóveis utilizados e até mesmo o namoro iô-iô mantido com o Ken, uma das maiores jogadas publicitárias já realizada no mercado de brinquedos .

A base de fãs e a influência que ela exerce desde sua criação, em 1959, são inegáveis: mais de 1 bilhão de bonecas já foi comprada em mais de 150 países; mais de 7,6 milhões de likes no Facebook e mais de 150.000 seguidores no Twitter.

Um dos brinquedos mais controversos de todos os tempos, a Barbie ainda que muito criticada, tem como legado ter modificado o significado da palavra “doll” para todas as gerações posteriores ao seu nascimento.

Se antes as meninas só brincavam com bonecas bebês, o que resumia qual seria o papel delas na sociedade – ser mãe, a Barbie replica o comportamento da vida adulta e apresenta as mais diversas possibilidade, justamente em uma época marcante justamente por trazer à tona a importância da mulher e de sua liberdade de escolha.

Desde a vestimenta, as inúmeras possibilidades de profissão, as várias etnias e até mesmo o ensinamento que nenhum sonho é impossível, a Barbie sempre foi a representação de uma mulher de vanguarda, que tem nas mãos o próprio destino.

A revista foi lançada em Julho nos Estados Unidos e já está sendo vendida em bancas e livrarias pelo Brasil.