FAO Schwarz Barbie® Doll

A FAO Schwarz, ou simplesmente FAO, é a loja de brinquedos mais conhecida do mundo.

Instalada na mítica esquina da 5ª. Avenida com o Central Park (num corner que junta, dentre outras, a loja da Apple, a Henri Bendel, o Plaza Hotel, etc), a FAO conseguiu catapultar sua localização e o fato de vender sonhos em uma das cidades mais envolventes do mundo para fazer seu negócio prosperar.

Entre altos e baixos, ameaça de fechamento, crise e retomada do business, a FAO sempre fez parte do imaginário das crianças americanas e até do mundo todo (e nesse aspecto Hollywood não me deixa mentir).

No filme “Quero ser Grande” (BIG), Tom Hanks, ainda antes de atingir a consagração pela crítica, dança sobre o famoso piano, que detém o recorde de ser o maior do mundo.

E se no filme eles dançam usando sapatos, na loja de verdade sempre está lotado de gente querendo brincar, só se sobe no piano de meias ou descalço, o tempo de uso é limitado e deve ser dividido com outras pessoas e o piano agora fica no 2º. andar da loja e não mais no térreo.

De qualquer forma, essa cena é adorável e dá para ver ao fundo as famosas pelúcias alemãs em tamanhos gigantescos vendidas por lá. Imagino o quanto os atores devem ter trabalhado até atingir a perfeição da música!

Diante de tudo isso, nada mais justo que homenagear a loja que vende enorme variedade de brinquedos com uma Barbie Collector, certo?

Depende.

Os 150 anos de fundação da FAO (1862) foram comemorados em 2012 e devidamente retratados pela FAO Schwarz 150th Anniversary Barbie® Doll, que trazia a boneca vestida de soldadinho, conforme os “porteiros” da loja. Bacana a iniciativa, a boneca era bem fofa e ainda aparecia em uma pose inédita.

Crédito da imagem: Barbie Collector

Tive a sorte de ganhá-la da minha irmã, que visitou Nova York no final do ano passado.

Pois bem. Imaginei que a boneca se esgotaria rapidamente, até por ter a venda bem restrita.

Ledo engano. Já em abril desse ano, ao entrar na FAO o cliente se depara com uma verdadeira pirâmide de Barbies. Estranhei, mas enfim!

Mas como nenhuma iniciativa parece suficientemente explorada pela Mattel, no segundo semestre de 2013 é lançada uma segunda versão para a mesma boneca, FAO Schwarz Barbie® Doll com apenas uma diferença: a cor dos cabelos, agora castanhos.

Precisa comentar algo?

Crédito da imagem: Barbie Collector

Gente, as bonecas são exatamente iguais… Nem a maquiagem diferente! Ora, se fosse para ser uma versão morena, por qual motivo não foram lançadas em conjunto? Isso tá com jeito de preguicinha…

Cadê o esforço, a originalidade, a criatividade? Hein, d. Linda Kyaw?

Antes tivessem feito um Ken belíssimo, moreno, com uma roupa de soldadinho de chumbo.

Crédito da imagem: FAO

Aí sim, valeria a pena comprar dois bonecos com o mesmo tema. Essa doll só me deixa com vergonha da Mattel. Mesmo porque já não sou muito fã do molde Carnaval.

Enfim, qual a opinião de vocês? Acharam que a designer realmente estava com sono?

2013 Holiday Barbie

A Mattel já lançou há algum tempo as Barbies que comemoram o Natal e a passagem do final de ano.

São três dolls da linha Holiday nas versões loira, morena e negra.

A 2013 Holiday Barbie Doll é a versão loira. Tem cabelos bem claros, ondulados e olhos muito azuis. O molde utilizado foi o Mackie e os lábios são vermelhos, assim como as unhas. Boneca bonita, mas nada excepcional.

A Mattel anda repetindo muito o tema loira usando batom vermelho. Eu comprei a Holiday de 2012 e tirando o traje, a de 2013 parece uma repetição do tema, com pouca variação.

 

Crédito da imagem: Barbie Collector

Já a morena, 2013 Holiday Barbie Doll − Brunette, que é vendida exclusivamente no KMart, apresenta maior variação dos modelos anteriores, a começar pelo cabelo. Ele não é exatamente castanho, mas sim de um tom do que chamam de “auburn”, ou seja, um castanho avermelhado.

 

Crédito da imagem: Barbie Collector

Além disso, a maquiagem dela também apresenta novidades, com um batom que não é vermelho, mas sim um melancia, muito mais jovial. As unhas parecem acompanhar essa cor.

Já a negra e uma das bonecas mais bonitas de rosto do ano. Amei o cabelo e a maquiagem, combinados com o novo molde. Fora a novidade frente aos outros anos, já que a Mattel costuma utilizar o molde Goddess para as bonecas afro americanas da linha comemorativa.

Crédito da imagem: Barbie Collector

O cabelo está bonito, a maquiagem perfeita e o molde Pazette valorizou bastante a doll.

Juro, acho que umas das dolls negras mais lindas de todos os tempos.

Crédito da imagem: Barbie Collector

Crédito da imagem: Barbie Collector

 

Linda!!!

Pena que a roupa é tão porcaria que não justifique a compra. O vestido parece barato e não tem design nenhum – pelo contrário, é bem cafoninha. Conseguiu estragar a vontade que eu tinha de de adquirir as dolls.  Parece um papel alumínio enrolado na boneca, com detalhes imitando neve desses que criança faz na aula de recorte da escolinha.

Enfim, de um mau gosto tremendo, além de parecer barato e ser sem personalidade.

Eu entendo que a limitação do tema realmente restrinja um pouco a criatividade do designer (nesse ano, Judy Choi), que fica restrito a temas Natalinos (verde, dourado, vermelho) ou invernais (em razão do Hemisfério Norte e, portanto, prata, branco, etc). Ainda assim, esperava mais desse vestido. Tô errada?

E vocês? Gostaram de alguma? Possuem planos de comprá-las?